Blog

NOSÓDIOS DE BACH E PADRÕES DA ÍRIS

Carlos Lyrio

Não é de hoje que este assunto vem despertando interesse em mim. Conheci a Iridologia ainda na década de 80 morando em Petrópolis na época. Lá tínhamos uma importante iridóloga que depois veio a se tornar uma amiga , e que por seu trabalho ser uma referência na cidade e sua pessoa de idoneidade inquestionável,  fez com que esse conhecimento tivesse uma importância na minha vida. Naquela ocasião entretanto, estava cursando medicina e não havia tempo para me aprofundar na ciência da Íris. 

Os anos se passaram, me especializei em Homeopatia e me tornei discípulo do Dr. Roberto Costa, que era a maior autoridade no que diz respeito aos Nosódios. Trilhei minha vida profissional pelo caminho dos Nosódios o que me levou em algumas oportunidades ao Royal London Homeopathic Hospital em Londres. Por ocasião de uma passagem minha por lá em 2001 vim a  me aprofundar no que já tinha “ouvido falar” no Brasil que são  os chamados Nosódios de Bach.

Me apaixonei pelo trabalho do Dr. Eduard Bach com os Nosódios e imediatemente comecei a usá-los na minha clínica. Os Nosódios de Bach, resumidamente, são  remédios feitos a partir de bactérias intestinais e que quando preparados homeopaticamente funcionam como grandes remédios homeopáticos. Em um único Nosódio de Bach são encontramos sintomas de dezenas de remédios homeopáticos, ou seja, a cobertura sintomática de um Nosodio de Bach é muito maior do que a de um remédio homeopático.

Há 10 anos, em Florianópolis, conheci a iridologia mais de perto nos trabalhos de Denny Jonson e Gurudev Singh Khalsa. Comecei a perceber a associação com a homeopatia, mas só  mais tarde é que pude verificar que a sintonia dos padrões da íris é muito mais precisa com os Nosódios de Bach.

Aprendi nos textos de Withmont, nos tempos que freqüentava o Grupo de Estudos Carl Gustav Jung, coordenado pela Dra. Nise da Silveira no Rio de Janeiro, que remédios homeopáticos são Campos de Energia que correspondem a padrões arquetípicos.  Os Nosodios de Bach são grandes campos que englobam um número muito maior de padrões arquetípicos humanos.

Nos meus estudos verifiquei que esses padrões arquetípicos foram expressados e decodificados na íris humana por Denny Johnson  através do seu método Rayid e que   sincronicamente correspondem aos Nosódios descritos pelo Dr. Bach. Isso quer dizer que para cada Padrão de Iris existe um Nosódio de Bach Específico.

A precisão do diagnóstico de um Nosódio ao se associar os padrões da íris é muito amplificada tornando o benefício do tratamento muito maior.

Para desenvolver este trabalho com os Nosodios de Bach foi preciso trazer as matrizes de Bach da Inglaterra e desenvolvê-las no Laboratório do Instituto Roberto Costa. Hoje esse trabalho é uma realidade com centenas de pessoas beneficiadas com os Nosodios de Bach.

Estamos agora introduzindo o diagnóstico Rayid da íris para que o nosso trabalho se torne de maior precisão e aumente os benefícios já alcançados.